Muito barulho por nada

Pedro Leopoldo foi palco de espetáculo imperdível. Peça de Shakeaspeare com adaptação de Amélia Passos e Mariana Maier. No elenco, Tiago Leles, Silvia Duarte, Mara de Pelau, Rodrigo Miguez, Gustavo Magalhães, Deborah Dinelli, Jonathan Henrique, Amélia Passos e Elisângela Melo.
teatro e comedia

FICHA TÉCNICA –
TEXTO – Muito barulho por nada
Autor – William Shakespeare
Adaptações – Amélia Corrêa Passos e Mariana Maier
Iluminação – Mariana Maier e Sérgio
Produção Musical – Emisax Música para eventos
Figurinos e Cenário – Luiz Carlos Júnior
Costureira – Marlene Cunha Pereira
Produção Executiva – Ponto de Cultura – Lupa, Associação Comunitária São Sebastião, Asser em parceria com Teatro Encomendado.
Parabéns aos organizadores, atores, preparadores, colaboradores e apoiadores. Um espetáculo memorável para todos os que assistiram.

Amélia Corrêa Passos em Os irmãos Siameses, Teatro Icbeu, BH, de 22/06 a 15/07

Todos estão convidados a prestigiar Amélia Correa Passos em Os irmãos Siameses.  Amélia tem grande trajetória no  Teatro em Pedro Leopoldo, iniciando com o Grupo de Teatro dos Meninos, com Dimir Viana, depois com o Grupo Albatroz. Fundou o Teatro Encomendado e também integra o Verbo Cia de  Teatro, advindo do  Teatro Universitário da UFMG. O  Blog Cultura de Pedro Leopoldo parabeniza à grande equipe de Os irmãos Siameses, em especial à Amélia pelo excelente trabalho!

Escrito por Tristan Bernard, pseudônimo de Paul Bernard, o conto “A História de Dois Irmãos Siameses” (em domínio público) narra a história de dois irmãos que, ainda que ligados fisicamente, apresentam as diferenças inerentes a cada ser, partilham, da melhor forma possível, todos os aspectos de suas vidas, até que se apaixonam pela mesma mulher.

“Dois irmãos de almas opostas unidos pela carne e pelo destino. Uma mulher entre eles. Seres estranhos como nós que nos pretendemos perfeitos e se possível eternamente belos. Somos? É preciso aprender a viver com o diferente mesmo porque o diferente pode ser a gente. Ou não?”

Os irmãos Siameses retrata a história da Família Zoffáni, trupe de teatro, que encena há 25 anos, o melodrama “Os Irmãos Siameses ou Eu e Tu, Tu e Eu”. A peça faz uso de iguais, Os Siameses, para evidenciar as diferenças das pessoas, e entre as pessoas e a relação de interação entre nós.

Numa época em que o ser humano é visto como um produto em série: como os mesmos desejos, a mesma forma de agir e as mesmas conexões, a peça propicia, através da interdependência entre os personagens, a oportunidade de visualizar e entender os seres humanos não como desiguais, mas como únicos.

O respeito às diferenças, é a grande metáfora a que se propõe o espetáculo.

A montagem

Gêmeos Siameses? Aberrações Humanas? Humanas?  Hoje nascimentos dessa natureza são muito abordados pela mídia, porém eram considerados anteriormente como aberrações, dignas da execração pública.  O espetáculo “Os Irmãos Siameses, ou Eu e Tu, Tu e Eu” da Verbo Cia. de Teatro,  através de uma forma jocosa, engraçada e ao mesmo tempo densa e poética, traz a cena de modo fantástico ou surreal, conceitos essenciais a serem debatidos em nossa cultura contemporânea, como a relação entre personagens que, com desvio acentuado de um padrão estético normal, desafiam o contexto social no espaço cotidiano e ressaltam de maneira tragicômica seus desejos, sua individualidade, e seu direito de independência. O diferente é também natural sobrepõe-se à ideologia dominante que valoriza o belo, a juventude, o moderno, a moda, o êxito no amor, etc.

A encenação foi construída nas linguagens: tragicômica\ melodramática e realista. A peça consta de dois atos, o primeiro apresenta personagens grotescos, bufônicos e misteriosos que foram construídos com base no exagero e no jogo dos bufões. E no segundo ato há momentos que a linguagem é realista e outros de realismo fantástico. Surgirão em cena nos dois atos, formas interessantes que dão vida a figuras enormes, transfiguradas, fantásticas, onde o corpo inteiro torna-se uma máscara, e tornam-se corpos bufonescos. O espetáculo possibilita a discussão e o olhar sobre valores éticos, sociais e culturais. A relação de interdependência entre os personagens propicia a oportunidade de ressaltar a diferença inerente ao ser humano, não como ser desigual, mas como ser único. Ao falar sobre as minorias, no caso os siameses, estamos consequentemente levantando questões inerentes aos mesmos e às outras minorias da sociedade, como os anões, obesos, aos que sofrem de gigantismo ou que tem qualquer outra peculiaridade que os diferencia da sociedade como um todo.  E como é pensada a existência destas pessoas dentro de uma sociedade consumista, pragmática, cujo o apreço e a constante valorização das questões estéticas, financeiras, etc, se sobrepõem ao caráter humano, no que diz respeito à individualidade, especificidades e potencialidades.

Ficha técnica

Elenco:
Amélia Corrêa: Bodofélia Zoffáni
Anair Patrícia: Belarmina Zoffáni
Elisângela Souza: Bergoníxia Zoffáni
Janaina Starling: Barbaróxia Zoffáni
Jair Gomes: Bederzólio Zoffáni, Avó
Luciano Vivacqua: Bogosmeu Zoffáni

Texto: “Os Irmãos Siameses ou Eu e Tu, Tu e Eu”
(Inspirado Livremente no conto A História de Dois Irmãos Siameses)
Adaptação e Dramaturgia: Fernando Limoeiro
Direção: Antônio Rodrigues
Assistente de Direção: Elisângela Souza
Cenário, Figurino, Maquiagem e Adereços: Adriano Borges e Fabrício Belmiro
Cenotécnico: Geraldo Belmiro
Costureiras: Maria do Carmo Veríssimo e Silma Meca
Trilha Sonora: Fabrício Belmiro e Vitor Diniz
Letras das Músicas: Fernando Limoeiro
Música Incidental: Fabrício Belmiro e Vitor Diniz
Músicos: Fabrício Belmiro, Sérgio Geléia, Vitor Diniz
Operador de Som: Bruno Nigri
Iluminação: Geraldo Octaviano
Operador de Luz: Rosilda Figueiredo
Preparação Corporal: Anair Patrícia, Antônio Rodrigues e Luciano Vivacqua
Preparação Vocal: Elisângela Souza e Janaina Starling
Fotografa: Daniela Amaral
Assessoria de Imprensa: Astronauta Comunicação – Adilson Marcelino e Lucas Ávila
Programador Visual: João Andere
Produção Administrativa: Luciana Freitas
Assistente de Produção: Elisângela Souza
Produtor Executivo: Jair Gomes
Patrocínio: Fundo Municipal de Cultura
Realização: Verbo Cia de Teatro

NESTE SÁBADO FESTA DE PREMIAÇÃO DO I CONCURSO LITERÁRIO DE PL.

Em 1996 foi encontrada em Pedro Leopoldo uma canoa com idade aproximada de 300 anos, hoje sob guarda do Parque do Sumidouro. Talhada em vinhático, a canoa representa lutas históricas através das quais ocorreu o alargamento das margens deste rio no qual navegamos chamado história. Há mais de 300 anos outros viajaram em leitos que hoje lutamos para preservar. Daqui a 3 séculos, outros navegantes atravessarão fronteiras que hoje se alargam. Terceira margem de tantas geografias e temporalidades, a Canoa registra a marca do Concurso Literário de Pedro Leopoldo 2012. Entalhada pelas mãos de Jacy Lopes e Enrique Tavares, ela é Travessia entre poéticas que deságuam Pedro Leopoldo em narrativas sinuosas, sendo passagem-refazenda que atravessa os tempos em sumidouro e verso. Júnia Sales Pereira

No sábado, 16 de junho, premiações do I Concurso Literário de Pedro Leopoldo 2012 com leitura de obras e show musical e circence na Padaria Santos e na AABB .

O I Concurso Literário de Pedro Leopoldo 2012, organizado pelo Blog Cultura de Pedro Leopoldo em parceria com a AABB Pedro Leopoldo e com a Padaria Santos divulga o resultado do certame e convida a todos para as solenidades de premiação e festa de comemoração dos resultados.

Os educadores Gisnado Amorim e Júnia Sales, organizadores do Concurso Literário, destacam a qualidade das obras premiadas nesta primeira edição do Concurso Literário e o valor das mesmas para afirmação da produção cultural do município.
A Comissão Julgadora foi composta por membros de Universidades Mineiras, sendo externa à organização do Concurso, mantendo-se o anonimato das obras na fase de avaliação.  O I Concurso Literário recebeu inscrições de moradores dos Bairros Santo Antônio da Barra, Roberto Belisário, Dr. Lund, Centro, Magalhães, Adélia Issa, Andyara, Maria Cândida e Novo Campinho. Um dos pré-requisitos para inscrição no Concurso Literário era o de que o autor fosse residente ou nascido em Pedro Leopoldo, o que possibilitou também valorizar a produção literária local em todas as suas qualidades. Os educadores Júnia e Gisnaldo avaliam, também, a possibilidade de desenvolver outros projetos associados ao Concurso a partir do que foi possível visualizar na produção literária inscrita nesta primeira edição.
Chiquinho da AABB, diretor da AABB Pedro Leopoldo, avalia positivamente a parceria entre AABB e o Concurso Literário de Pedro Leopoldo, ressaltando o impacto positivo do projeto para fomento à criação literária em Pedro Leopoldo, uma cidade que tem muitos talentos.

Geraldo Santos Filho, parceiro do Concurso Literário, afirma a importância de associação da marca Padaria Santos à difusão cultural em Pedro Leopoldo, uma tradição da empresa que já se afirmou no cenário pedroleopoldense por seu diferencial voltado para a responsabilidade social e para a abertura a projetos culturais arrojados e bem definidos.
A logomarca do I Concurso Literário de Pedro Leopoldo foi idealizada por Jacy Lopes e Enrique Tavares, e inspira-se na canoa tricentenária encontrada em Pedro Leopoldo, atualmente sob guarda do Parque Estadual de Pedro Leopoldo.
Os Troféus do Concurso Literário 2012 foram idealizados pelo artista Cesar Augusto de Paula.
Nesta primeira Edição do Concurso será homenageado o escritor José Issa Filho, pelo conjunto de sua obra.

As obras premiadas em 2012 sáo:
Baú da Saudade, categoria Poesia, de José Maria Pereira
Revivendo o passado de Pedro Leopoldo, 
categoria Memorial -prosa e poesia, de Maria José Silva Bastos
O Causo do avião, 
categoria Causo, de Paulo Roberto Machado Santana
Obras da copa, 
categoria Charge, de Sthefany Menezes Batista
Sonhos de meninas, luz do sol e brisa do sol, 
categoria mini-conto, de autoria de Isabel Cecília Oliveira Magalhães

 
Serão concedidas duas menções honrosas, uma na categoria Ilustração, para Paulo Cesar Magalhães e outra na categoria Professor, para Vanessa Rafael.
A obra Sonhos de Meninas receberá o prêmio de melhor obra inscrita no Concurso Literário 2012 e será premiada na AABB.

As solenidades de premiação ocorrerão na Padaria Santos, no dia 16 de junho, sábado, às 10 horas da manhã, com leitura e declamação das obras e a festa de comemoração e encerramento das solenidades do   I Concurso Literário 2012 ocorrerá na AABB, no dia 16 de junho, a partir das 16:30, com entrega do prêmio de melhor obra e com sessão de Circo apresentada pelo grupo Picadeiro Ambulante (André Luiz e Janio Tanaka), show cultural e musical pelo Grupo Viola com Chocalho (Gisnaldo e Júnia), Show musical com Gisnaldo e Tuíla, encerramento com música de raiz. Entrada franca.

O I Concurso Literário de Pedro Leopoldo é uma realização do Blog Cultura de Pedro Leopoldo (www.culturadepedroleopoldo.wordpress.com ) em parceria com a AABB Pedro Leopoldo e a Padaria Santos, com apoio cultural de Adelso Buffett, Gráfica Tavares, Cine Ma rajá, Fundação Pedro Leopoldo, Colégio Clita Batista, Jornal Folha de Pedro Leopoldo, Jornal Observador.

Peça teatral O Doente Imaginário (2011)

Encenada em final de 2011, a Peça O Doente Imaginário, é resultado do trabalho da Asser (Associação Comunitária São Sebastião), Ponto Lupa – Ponto de Cultura e pelo Teatro Encomendado http://www.teatroencomendado.com com apoio do Ministério da Cultura, e do Governo de Minas.

Confira o criativo folder da Peça Teatral, em forma de bula de medicamento. Quem assistiu, aprovou. Mais um projeto cultural que merece apoio e reconhecimento na cidade, sob direção teatral de Amélia Passos e Mariana Maier.

O Doente Imaginário, encenado por elenco como Tiago Leles, Dulcinéia, Tamara Rocha, Amanda Reis, Rafaela Siqueira, Cibele Rocha, Mara de Pelau, Luiz Paulo, Claudia Martins, Elisangela Melo e Amélia Corrêa Passos. Grande atuação, resultante de Oficina oferecida pelo Ponto de Cultura em Pedro Leopoldo (projeto idealizado por Pablo Simões). Esperamos que mais projetos desta natureza ocorram em Pedro Leopoldo, favorecendo a criação cultural por meio da experiência teatral.

Teatro Encomendado

Grupo de Teatro “sob medida” com atividades, programas e ações teatrais sob encomenda, tais como Teatro Empresarial, Teatro Organizacional, Teatro Temático, Mestre de Cerimônias, Intervenções Interativas, Oficinas, Homenagens e Formaturas. 

Contato – Telefone: (031) 8837-4724       E-mail:  teatroencomendado@yahoo.com.br