A musicalidade da Folia de Reis – Cortejo da Louvação 2013

A musicalidade do Cortejo da Louvação é resultante de pesquisas sobre músicas e instrumentos tradicionais de Folias de Reis, principalmente de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.
As cantadoras usam toquinhos, agogôs e caxixis. As ciganas tocam e encenam o uso artístico do pandeiro. Os músicos apresentam-se com violões de 10 e de 12 cordas, viola caipira e acordeons, acompanhados da percussão com tambores e caxixis.

100_0897
Gisnaldo, Vanessa, Alexandre e Marcílio entoando trecho de Folia de Santos Reis. Segundo Sr. Marcílio, o coro de vozes de uma Folia de Reis pode chegar a cinco vozes. Gisnaldo Amorim é um dos responsáveis pela harmonização e organização musical do Cortejo, com Alexandre e Sr. Marcílio. Na foto, Gisnaldo – solo de viola de 10 cordas; Vanessa – acompanhamento – violão de 12 cordas; Alexandre – acompanhamento – viola de 10 cordas; Marcílio – acordeon de 120 baixos.

O repertório é resultante de pesquisas e influências variadas, sendo que a participação do Sr. Marcílio, Garimpo, de Pedro Leopoldo, é uma das mais fortes fontes orientadoras deste repertório. O repertório também foi idealizado sob influência de Dimir Viana e de Gisnaldo Amorim, estudiosos de música e folias. De acordo com Gisnaldo Amorim, ele vem utilizando um apito tradicional de Folia de Reis, que ao repicar três vezes pelas ruas e andanças anuncia a chegada dos 3 Reis. O apito é também um marcador da música do Cortejo, harmonizando percussão e harmonia, relata.

100_0885
Sr. Marcílio ensina aos outros músicos a Folia de Santos Reis, música de Moreno e Moreninho.

Confira o repertório de 2013:

Apresentação das ciganas:

Segundo Canto do Auto da Lapinha, do grupo de Teatro “As pastoras”, Rio de Janeiro
Sou cigana do Egito
E aqui venho também
Venho trazer a bela oferta
À lapinha de Belém

Rito do Beleza
Composição de Dimir Viana

Refrão
Louvai, louvai este rito de beleza
Louvai, louvai este rito de beleza
onde o sol brilha o sonho
espantando a tristeza

Calix Bento
Adaptação Tavinho Moura

Ó Deus salve o oratório
Ó Deus salve o oratório
Onde Deus fez a morada
Oiá, meu Deus, onde Deus fez a morada, oiá
Onde mora o calix bento
Onde mora o calix bento
E a hóstia consagrada
Óiá, meu Deus, e a hóstia consagrada, oiá

De Jessé nasceu a vara
De Jessé nasceu a vara
E da vara nasceu a flor
Oiá, meu Deus, da vara nasceu a flor, oiá
E da flor nasceu Maria
E da flor nasceu Maria
De Maria o Salvador
Oiá, meu Deus, de Maria o Salvador, oiá

Caminhemos, caminhemos
Música dos anos 20, do grupo Pastorinhas

Caminhemos, caminhemos
À Lapinha de Belém
Visitar o Deus Menino
Que nasceu pro nosso bem

Reisado
Pena Branca e Xavantinho

O galo cantou no Oriente
Ai, ai, ai, ai
Surgiu a estrela da guia ai, ai
Há no céus da humanidade
Ai, ai, ai, ai
Des menino, Deus das filha ai, ai, ai, ai
Em uma estrebaria ai, ai
Vite e cinco de Dezembro
Ai, ai, ai, ai
E foi a seca do chão ai, ai, ai, ai
Pra nossa salvação ai, ai
Senhora dona da casa
Ai, ai, ai, ai
Oia a chuva no telhado ai, ai
Venha ver o Deus Menino
Ai, ai, ai, ai
Como está todo molhado ai, ai, ai, ai
Os três reis a seu lado, ai, ai
Deus lhe pague a bela oferta
Ai, ai, ai, ai
E voz deu com alegria, ai, ai
O Divino santo fez
Ai, ai, ai, ai
São José Santa Maria ai, ai, ai, ai

No Cortejo da Louvação esta musicalidade se apresenta entremeada à encenação dos palhaços e do rito da Louvação dos Reis Magos ao Menino Jesus.

Ao idealizar uma ritualística para o Cortejo, Amélia Passos e Penha Indiano criaram uma disposição assim composta: à frente o Presépio Vivo, e a estrela guia em movimento. Ao lado estão os Reis Magos. Na sequência estão as ciganas. Seguem os músicos e, ao lado e na sequência as cantadoras. Os palhaços também estão em movimento, com o estandarte. No meio do cortejo está a percussão. Alegorias, brincadeiras, criacão musical e encenações integram este rito de pura beleza.

100_0844
Cantadora leva o estandarte da Folia de Reis

100_0936
Sr. Marcílio e Alexandre em apresentação na Paróquia Imaculada Conceição

100_0954
Grupo de percussão do Cortejo da Louvação em apresentação na Paróquia Imaculada Conceição. Na foto, acima, João Paulo e Rodrigo. Abaixo, Vitor e Carlinhos.

100_0951
Sr. Marcílio, Alexandre e Gisnaldo em apresentação na Paróquia Imaculada Conceição. Detalhe para a presença de acordeons de 120 e 80 baixos e o apito tradicional de Folias, feito de Palmeira de coco da Bahia.

100_0976
Cantadoras e percussão do Cortejo. Apresentação na Paróquia Imaculada Conceição.

Ficha técnica do Cortejo da Louvação 2013
Produção – Penha Indiano
Direção teatral – Amélia Correa Passos
Instrumentistas – Marcílio, Gisnaldo, Alexandre e Vanessa
Percussão – Carlinhos, Rodrigo, Vitor e João Paulo
Palhaços – Thiago Leles e Gustavo Henrique
Presépio Vivo – Abel (José), Rafaela (Maria) e Davi (menino Jesus)
Ciganas – Mônica, Betânia, Margareth, Janete, Zica e Sirlene
Estrela Guia – Marcone Bregão

Apoio – Associação Comunitária São Sebastião, Asser, Ponto de Cultura, Cultura Viva.
Créditos – Fotografia e texto Júnia Sales e Gisnaldo Amorim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s