The Carlos apresenta-se novamente no Espeto, em 25/01

Em apresentação especial, a banda The Carlos apresenta-se no dia 25 de janeiro no Espeto, em Pedro Leopoldo. Conheça um pouco mais sobre esta jovem banda. O Blog Cultura de Pedro Leopoldo reproduz, a seguir, um pouco da irreverência e alegria que marca a criação da banda que já se apresentou em Pedro Leopoldo, Belo Horizonte e Ouro Preto.

Assista aqui a uma apresentação da Banda em 2012. http://www.youtube.com/watch?v=3Y6k2VX8Wvo

The Carlos – Viva o bom e velho Rock N’ Roll.
Ricardo Rodrigues – Violão e Voz
Péricles Pereira – Baixo e Voz
Luiz Antonio – Guitarra
Thiago Silva Viana – Diretor de Arte e Design.

the carlos 2
The Carlos em Ouro Preto.

Biografia
Jovens que fazem uma viajem experimental pelas décadas de 60, 70 e 80, introduzindo uma porção de seu próprio poder criativo. Com uma formação simples e um som repleto de improvisação, O The Carlos é uma volta ao passado com um tom inovador. Com poucos efeitos e muito carisma, trazendo o bom e velho Rock And Roll de forma irreverente. Uma releitura do rock, com aperitivo de quando o Rock ainda era jovem.
the carlos 3

Uma mistura do bom e velho Rock and Roll… E a noite toma forma com a musica do The Carlos, que reúne amigos e amantes do rock.
the carlos

Contatos
thecarlos.rock@hotmail.com
Agente de reserva thecarlos.rock@hotmail.com / (031) 91619043 98436969 93815175
http://www.facebook.com/pages/The-Carlos/242766355767089?sk=info

Anúncios

História da Unimed revela apreço pelo patrimônio e pela história do município

Convite  unimed

A história da Unimed Pedro Leopoldo é contada no livro “Unimed Pedro Leopoldo: 21 anos”, escrito pela jornalista Bianca Alves, que será lançado nesta sexta-feira, 25 de janeiro, na sede da Unimed, a partir das 20 horas.

Na área cultural a Unimed PL destaca-se por expressar consciência do valor do patrimônio edificado de Pedro Leopoldo e do trabalho memorialístico. A atual sede própria (antiga residência do ex-prefeito Caetano Carvalho), na rua Comendador Antonio Alves, 186, foi adquirida em novembro de 2007. É um imóvel tombado e a Unimed PL vem atuando no sentido de restaurá-lo, conservá-lo e mantê-lo como um local de referência para as gerações futuras, abrigando também, e valorizando, parte do acervo histórico do memorialista Geraldo Leão.

Dossiê Fazenda Modelo reúne ciência, arte e cultura

DOSSIÊ FAZENDA MODELO

Gisnaldo Amorim coordena, atualmente, a elaboração de um Dossiê que visa à difusão da ideia de consideração da Fazenda Modelo como área de preservação ambiental, propícia para formulação de propostas de educação ambiental, um dos potenciais do local para a comunidade de Pedro Leopoldo. O Dossiê é composto por textos informativos e literários, propostas pedagógicas que incluem música, desafios e observação, fotografia de fauna e flora com ênfase em passeiriformes (Jardel Vieira) e também recuperação de histórias, narrativas e causos da região, contados por moradores e recuperados pelo autor. O dossiê tem a colaboração de pessoas da comunidade e possui um grupo no Facebook, com atualizações permanentes e intensa visualização.

Gisnaldo Amorim realiza estudos permanentes na região, contando com observação, registro, fotografia, escrita e coleta de informações na região. forma já catalogadas, por observações diretas, com registros fotográficos, in loco, até o dia 18 de janeiro de 2013, 50 espécies diferentes de aves nos redutos da FAZENDA MODELO.

BORBOLETA MONARCA JARDEL
Borboleta Monarca na Fazenda Modelo, Fotografia de Jardel Vieira. Direitos Reservados.

Coordenação do Dossiê: Professor Doutor Gisnaldo Amorim Pinto

Membros de Grupo de Pesquisa e Estudos do DOSSIÊ FAZENDA MODELO: Marcelo Bastos.Daniel Francisco da Silva. Dênis Aparecido Valério. Matheus Utsch. Ronaldo Laudares

O Dossiê está em fase de elaboração. Seu autor afirma que o mesmo poderá ser publicado junto a Editoras interessadas, o que será muito rico para a cidade e a região, sobretudo para educadores sociais, ambientais e para público escolar e leigo.

FOTOGRAFIAS DE JARDEL VIEIRA E MARCELO BASTOS.

OBJETIVOS DO DOSSIÊ FAZENDA MODELO

• Fazer um estudo objetivo, a fim de ser encaminhado para as instâncias institucionais, junto a uma documentação necessária para legalização da proposta de criação de uma reserva de educação ambiental, no local hoje administrado pela Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais.
• Sensibilizar a nossa comunidade da importância e do valor de uma reserva de educação ambiental.

• Sensibilizar a comunidade, num momento de grave crise social, com altos índices de criminalidade e uso abusivo de drogas, na infância, adolescência e juventude, para o contato com a natureza presente em nosso patrimônio natural.

• Criar alternativas saudáveis de vida, atentando para os cuidados com si mesmo, a partir das relações da nossa juventude com a natureza.

* Proteger uma área com uma fauna e flora já muito ameaçadas, inclusive com espécies de aves e mamíferos já confirmadas naquele local, hoje potencialmente ameaçadas de extinção.

• Propor ações e propostas pedagógicas de atividades de educação ambiental, a partir do uso daquele espaço e de sua ave-fauna e flora.

• Resgatar histórias e crendices populares da tradição de Pedro Leopoldo, com fatos, causos e lendas envolvendo a fauna, flora, com efetiva valorização da nossa FAZENDA MODELO.

• Resgatar ações organizadas no passado histórico e no presente de defesa e preservação daquele espaço.

• Divulgação deste DOSSIÊ, através de um livro, a circular pelo Brasil, já em processo de negociação com EDITORAS

SUMÁRIO PROVISÓRIO DO DOSSIÊ

I . CATÁLOGO DE ESPÉCIES DA FAZENDA MODELO
1. BIGODINHO
2. TICO TICO
3. O VIRA BOSTA
4. SABIÁ LARANJEIRA
5. SABIÁ DO CAMPO
6. LAVADEIRA MASCARADA
7. CANÁRIO DA TERRA
8. JOÃO DE BARRO
9. JOÃO GARRANCHO
ATIVIDADE PEDAGÓGICA
10. SANHASSO
11. TESOURINHA
12. TISIU
13. DO RÉ MI
14. CAMPANHIA AZUL
15. SAÍRA AZUL
16. SAÍRA AMARELO
17. COLEIRINHA
ATIVIDADE PEDAGÓGICA
18. CORRUÍRA
19. BIGODINHO
20. BEM TI VI
21. BEM TE VI RAJADO
22. BENTIVIZINHO
23. ARAPAÇÚ DO CERRADO
24. CURIÓ
25. BICO DE LACRE
26. SABIÁ BARRANQUEIRO
27. ALMA DE GATO
28. TICO TICO
29. PICA-PAU DA CABEÇA AMARELA
30. SUIRIRÍ
31. ANU-PRETO
32. ANU-BRANCO
33. CANÁRIO CHAPINHA
34. OUTROS

II OUTRAS ORDENS DE AVES
1. ASA BRANCA
2. MARTIM PESCADOR
3. GARÇAS
3.1. GARÇA BOIEIRA
3.2. GARÇAS BRANCAS
3.2.1. GARÇA BRANCA PEQUENA
3.2.2. GARÇA BRANCA GRANDE
3.3. GARÇA CINZENTA
4. PERIQUITO VERDE
5. MARITACAS
6. PAPAGAIOS
7. SIRIEMA
8. TUCANOS
9. GAVIÃO CARRAPATEIRO OU CARIJÓ
10. URUTAU
11. JACÚS
12. ARIRAMBÁ
13. OUTROS

III. MAMÍFEROS DA FAZENDA MODELO
1. SAGUIS E MICOS ESTRELA
2. CAPIVARAS
3. RAPOSAS
4. JAGUATIRICAS
5. MORCEGOS
6. GAMBÁ
7. TATU CANASTRA
8. OUTROS

IV. ALGUNS ARTRÓPODOS DA FAZENDA MODELO.
1. BORBOLETA MONARCA
2. BORBOLETA ESTALADEIRA
3. BORBOLETA AZUL
4. ABELHA
ATIVIDADE PEDAGÓGICA DANÇA DAS ABELHAS
5. MARIMBONDO TATU
6. OUTRAS BORBOLETAS [COMPLETAR]
7. OUTROS

V. PLANTAS E ERVAS MEDICINAIS DA FAZENDA MODELO
1. INGAZEIRO
2. GENIPAPO
3. JUÁ
4. BABOSA
5. JURUBEBA
6. BOLDO
7. EUCALIPTO
8. LARANJINHA CAPETA
9. OUTROS

VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

VII – ANEXOS

RELATÓRIO PARCIAL DOS RESULTADOS DO DOSSIÊ FAZENDA MODELO.
TEXTO: PROFESSOR DOUTOR GISNALDO AMORIM PINTO.

FORAM CATALOGADAS 50 ESPÉCIES DIFERENTES DE AVES NA FAZENDA MODELO DE PEDRO LEOPOLDO. A FAZENDA MODELO TEM UMA ÁREA de 448 Hectares, sendo que estas 50 espécies de aves foram catalogadas, numa obsservação empreendida, nos últimos 02 meses, numa área de pouco mais de 1%, em relação a estes 448 hectares.

Numa pesquisa feita no Parque Nacional da Serra do Cipó, a áera pesquisada foi de 1500 hectáres, sendo que foram catalogadas 226 espécies de aves, o que representa 27% da ave-fauna total do cerrado brasleiiro, atualmente, com mais de 850 espécies descritas até hoje. Proporcionalmente, estima-se que a Fazenda Modelo com seus 448 hectares, tem cerca de mais de 100 espécies de aves. O número de 50 espécies já catalogadas de aves da FM já representa em torno 8 a 9% do número de aves total do cerrado brasileiro.

Gisnaldo Amorim relata que, como este estudo está sendo feito no entorno da PISTA de CAMINHADA da FAZENDA MODELO, pois não há autorização de pesquisa na FM. Nesta áera de pesquisa de cerca de pouco mais de 2 hectares, pode ser estimado que na FAZENDA MODELO existam cerca de mais de 15% das espécies de aves daquelas encontradas em todo o cerrado brasileiro. Estes números colocam a Fazenda Modelo em uma situação bem confortável, para defesa de um argumento, de transformar esta área num Parque Municipal, ou outra unidade de conservação assemelhada, pois a LAGOA do NADO em BH tem uma área de 30 hectáres, ou seja, cerca de 10 vezes a menos do que nossa Fazenda Modelo e já goza do estatuto de Parque, protegido por lei.

Assim, temos uma área quase imersa na região urbana de PL, cerca, de quase mil vezes maior (448hectares) do que a Lagoa do NADO em BH e num universo de 2 hectares ou até menos, já catalogamos até o dia de hoje 50 espécies (somente de aves). Do ponto de vista do tamanho da área da FM de Pedro Leopoldo, difícil seria sustentar uma argumentação racional e prudente, de que nossa área seria muito pequena para ser transformada em Parque Municipal Educativo e de lazer para a comunidade. Se o tamanho da FAZENDA não impede de podermos desfrutar dali de mais uma opção saudável de lazer e formação humana, frente a ondas de violência social que assustam a todos e a todas, o que diria do número de espécies de aves, que ali vivem, sem contar as aves migratórias, que não consideramos no estudo. Estimamos muito mais de 100 espécies, nesta vasta áera da FAZENDA MODELO de PL.

Com estes números não haveria razões de ordem legal, que atestassem contra o nosso diagnóstico pacial, de que a FAZENDA MODELO tem um potencial bem estimado, de ser utlizada como espaço para pesquisas científicas na áera de fauna e talvez de flora, além de ser um local potencialmente apropriado para ações de educação ambiental e de lazer in loco na CIDADE DE PEDRO LEOPOLDO. Do ponto de vista do turismo, teríamos que nos preparar para receber muitas visitas de outras cidades, pois falta infra-estrutura na área urbana e de saneamento na área e no entorno da FM, pois ainda há locais desprovidos de rede de água e esgoto. A praça da FM é um dos exemplos, não há no local sequer uma torneira com água. Coisa muito preocupante, para um local privilegiado a ser explorado com racionalidade, sustentabilidade e prudência.

As tradições do Carnaval de Pedro Leopoldo na passarela

O Carnaval em Pedro Leopoldo já fez história. Com passagens memoráveis, o Carnaval reunía Escolas de Samba maravilhosas, organizadas e muito preparadas do ponto de vista do figurino, da harmonia, e da preparação do conjunto. Blocos Caricatos, Baterias, Passistas, Sambas Enredo e irreverência povoava as ruas da cidade de colorido, samba e alegria. As escola de samba mais tradicionais que se apresentavam no Carnaval de Pedro Leopoldo eram Damas e Valetes, Catimbeiros, Unidos do Magalhães e Tigres, dentre outras.
catimbeiros marcos
Catimbeiros. Foto do jornalista Marcos Antunes. Na foto, pode-se visualizar a arquibancada do evento.

Blocos também memoráveis apresentavam-se marcando o Carnaval da cidade com sua contagiante união e criatividade:Bloco do Sono, Bloco Revelação, Bloco do Vovô Levi, Bloco dos Sujos, Amolados e Apaixonados, dentre outros. Um destaque vai para a famosa bateria dos Catimbeiros, com o excelente percussionista Melancia e o passista Gilsão. Outra bateria que se apresentava em grande estilo era a dos Unidos do Magalhães. O Carnaval de Rua em Pedro Leopoldo encantava por sua organização impecável, apresentando-se a público contagiado, presente entre arquibancadas e outras estruturas que viabilizavam a grande festa nacional na cidade. Muito esperados eram os carros alegóricos, sempre surpreendentes e aplaudidos. Pandeiristas, passistas, cantores e sambistas levavam às ruas da cidade a sua mágica força, combinando irreverência, reinados, coroações e vivas momescos. Noni e esposa se imortalizaram na história da cidade como o Rei e Rainha de momo. Jurados disputavam, ano a ano, seus louvores e votos à festa mais rica da cidade. A apuração ocorreu, durante anos, no Ceppel, acompanhada por grande público. No passado mais remoto, os bailes de clubes também animavam a população. Até os anos 60, bailes no Fubá e Industrial. Já a partir dos anos 70 em diante, também os Bailes do Social e do Clube Cauê. Sempre ocorreu concurso de melhores fantasias, sobretudo no Clube Social, envolvendo critérios como originalidade, luxo e criatividade das fantasias.
tigres
Dalvinha Andrade e Josiane Ferreira desfilam pela Unidos dos Tigres. Foto do jornalista Marcos Antunes.

A concentração do desfile tradicionalmente se dava na Rua Esporte, com término no final da Rua Comendador. Barraquinhas, fantasiados, foliões se esbarravam para acompanhar a festa espetacular, que marcava o calendário da cidade, povoando corações e mentes com sua mensagem de união social, criatividade, alegria e extravasão. Há cerca de 20 anos o município de Pedro Leopoldo não realiza o seu carnaval. As crianças da cidade e mesmo jovens não têm memória desta festa no município, que é a mais popular do Brasil, porque não a viveram em sua cidade. Há um discurso vigente de que o Carnaval no município foi extinto por razões de segurança ou até mesmo porque ele perdeu o seu sentido cultural. Contudo, em cidades de mesmo porte de Pedro Leopoldo, em outros pontos de Minas e do país, o Carnaval continua vivo e pleno, observando-se os rigores de segurança e de promoção cultural do mundo contemporâneo.

Um dos itens mais fundamentais observados por Gisnaldo Amorim Pinto no Boi da Manta de 2012, para garantia da segurança foi exatamente a música. Gisnaldo afirma que a alteração do repertório musical para marchinhas tradicionais, com regulação do volume do som e com controle do horário de término do evento foi fundamental para manutenção das melhores expressões que o festejo popular pode trazer. O controle de som automotivo também é um dos itens fundamentais para o sucesso desta festa popular.

Júnia Sales observa que Pedro Leopoldo mudou, exigindo intervenções urbanas mais duradouras tanto para a realização de festas como o Boi da Manta e o Carnaval. Segundo a Educadora, seria imprescindível realizar uma manutenção cuidadosa no sistema de iluminação das vias públicas, garantindo maior segurança à população tanto do centro quanto dos distritos e bairros para que eventos como estes venham a ocorrer. A educação da população local também pode contribuir com a segurança, até mesmo para inibir problemas comumente narrados com a chegada de pessoas de outras cidades que costumam promover abusos.

Portanto, a segurança de eventos como estes não é uma questão solucionável ou contornável meramente com contingentes policiais, mas com medidas culturais, com atuação compartilhada com o planejamento urbano e com a profunda colaboração da população local. As soluções, evidentemente, são coletivas. QUe venham os festejos populares.

PARA COMPRAR O LIVRO: ” CRÔNICAS DO COTIDIANO, A LUZ DA ALQUIMIA”.

ACESSE O LINK DA LIVRARIA MINEIRIANA DE BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS, PARA COMPRAR O LIVRO ” CRÔNICAS DO COTIDIANO, A LUZ DA ALQUIMIA”. DO AUTOR GISNALDO AMORIM PINTO, VEJA ANÁLISES DE COMPORTAMENTOS LIGADOS A FATOS DO COTIDIANO. FESTAS POPULARES E REPERCUSSÕES SOCIAIS, RESENHAS DE FILMES, TAIS COMO: ” A MULHER DE PRETO”, “BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR” E OUTROS. ANÁLISES A LUZ DA PSICOLOGIA JUNGUIANA E PSICANÁLISE, ALÉM DE ABORDAGENS BASEADAS NA FILOSOFIA…TUDO NUMA LINGUAGEM ACESSÍVEL, PARA TODOS OS TIPOS DE LEITORES E LEITORAS…

http://www.mineiriana.com.br/cronicas-do-cotidiano-a-luz-da-alquimia-89197.aspx/p

OUTRO LINK QUE PODE SER ACESSADO PARA ADQUIRIR O LIVRO É DA EDITORA CRV DE CURITIBA, PARANÁ…ACESSE:

http://www.editoracrv.com.br/index.php?f=departamentos&did=17&cid=72

100_0885

FOTO DO AUTOR DO LIVRO “CRÔNICAS DO COTIDIANO A LUZ DA ALQUIMIA” EM EVENTO DE ENVOLVIMENTO COM A CULTURA POPULAR, O QUE O AUTOR DEFENDE E COMENTA NO SEU LIVRO DE CRÔNICAS”.

Boi da Manta 2013

COnfira o calendário do Boi da Manta 2013:

26 de janeiro (sábado) – das 19 às 24 horas

30 de janeiro (quarta-feira) – das 19 às 24 horas

02 de fevereiro (sábado) – das 19 às 24 horas

06 de fevereiro (quarta-feira) – das 19 às 24 horas

08 de fevereiro (sexta-feira) – das 19 às 24 horas

O blog Cultura de Pedro Leopoldo acompanhará o evento, proporcionando rico acervo de análises, registro fotográfico e interpretação cultural ao evento que tem tradição ritualística e identitária em Pedro Leopoldo.
Quer conhecer, estudar e pesquisar sobre o Boi da Manta? Visite nosso acervo de posts, com interpretações e análises sobre esta manifestação cultural https://culturadepedroleopoldo.wordpress.com/category/boi-da-manta/

Picadeiro Ambulante – oferta cultural permanente e consistente em Pedro Leopoldo

O Grupo Picadeiro Ambulante é, hoje, em Pedro Leopoldo, um dos mais atuantes do município no meio artístico. O grupo é composto por André Luiz Vieira e Janio Tanaka e se notabilizou em 2012 pela inovação cultural e pelo protagonismo na criação artística, instaurando uma agenda de oferta cultural instigante, inovadora e corajosa. O grupo apresentou-se em 2012 por meio dos projetos Cine Circo, no Cine Marajá e O Encontro do Boi com o Circo, por meio de parcerias e apoios culturais públicos e privados, além de apresentações em variados espaços do município de Pedro Leopoldo.
O Projeto Cine Circo atuou em 2012 com oferta cultural permanente e consistente em Pedro Leopoldo. Com apresentações mensais no Cine Marajá, o Cine Circo garantiu, à população de Pedro Leopoldo, o contato com as artes do cinema e do circo de forma lúdica e rica. O projeto trouxe ao município vários artistas circences atuantes no país e no exterior como El Indivíduo, Uma Companhia, dentre outros. Ao longo de 2012 foram cerca de 15 apresentações no município, com exibição de filmes infantis seguida de brincadeiras, apresentações circences e participações especiais. O grupo Picadeiro Ambulante já se afirmou no município como um dos grupos mais atuantes em Pedro Leopoldo e região nas artes circenses e já tem o reconhecimento da população quanto à qualidade de seu trabalho, seu profissionalismo e criatividade na promoção da cultura. O grupo atua de forma protagonista, com trabalho inovador e de formação de públicos para a percepção do cinema e do circo sob outros patamares culturais. André Luiz Vieira e Janio Tanaka estão em contato permanente com artistas circenses de outros pontos do país e do exterior, atuando com aprimoramento permanente de sua arte, num estilo próprio marcado pela irreverência, pelo dialogismo artístico e pela improvisação que marca as artes circenses em todo o mundo.
andre cine circo
André Luiz Vieira em apresentação no dia 16 de dezembro, Projeto Cine Circo. Fotografia Ariane Aguiar. arianeaguiar.com.br

O grupo foi contemplado em Edital Funarte em 2012, promovendo, com muita força cultural, o Encontro do Boi com o Circo em Pedro Leopoldo. O Encontro do Boi com o Circo, segundo Gisnaldo Amorim, é uma das mais importantes maneiras de valorização das marcas de identidade e das raízes culturais pedroleopoldenses, o que foi feito por André Luiz e Janio Tanaka, em associação a outros artistas e produtores culturais, de forma viva, alegre e cheia de esperança.
boi com circo
O encontro do Boi com o Circo. Uma promoção do grupo Picadeiro Ambulante, apoiado pelo Edital Funarte de Pequenos Projetos da Bacia do São Francisco.

André Luiz Vieira foi recentemente contemplado na Lei Estadual de Incentivo à Cultura, para realização do projeto Cine Circo no Parque Estadual do Sumidouro. O projeto está em fase de captação. Júnia Sales afirma que este é um dos projetos prioritários para a difusão cultural no município de forma regionalizada, amplificando a oferta cultural no território da cidade e promovendo articulações entre artistas e comunidade num espaço de extrema importância patrimonial, ambiental e social como é o Sumidouro.

janio
Janio Tanaka – fotografia de Ariane Aguiar. arianeaguiar.com.br

“O Coletivo Raiz é a agência responsável por toda a comunicação e divulgação de todos os projetos do Grupo. Além da parceria como agência de comunicação dos projetos, o Coletivo Raiz possui o compromisso de envolver toda a equipe durante o evento, ajudando na execução de diversas tarefas”. Veja maiores informações em http://coletivoraiz.com.br/comecando-o-ano-sorrindo/

Maiores informações sobre o Grupo Picadeiro Ambulante, visite a página no Facebook em http://www.facebook.com/pages/Picadeiro-Ambulante/140290959437739?fref=ts